A origem do evento ocorreu em 2007 com a ideia principal de oferecer cursos, palestras e atividades de pesquisa e extensão com a participação de alunos de graduação e professores do curso de Administração da Universidade Federal Fluminense (UFF) em Volta Redonda. Neste ano surgiu o espaço de divulgação científicas com trabalhos, no total foram 20 trabalhos apresentados nas modalidades pôster e apresentação oral. Em 2009 abriu-se espaço para autores externos com avaliação de trabalhos por docentes do próprio departamento, ação que foi mantida em 2010.

O ano de 2011 marcou a expansão do CASI como um evento nacional, aportando recursos da FAPERJ e da PROPPI-UFF e outros parceiros, neste ano o sistema de organização da conferência foi através da plataforma OCS – Open Conference Systems desenvolvido pelo PKP – Public knowledge Project. Já em 2013 o CASI desenvolveu seu próprio sistema de submissão. Nos anos de 2012 e 2015 o evento ampliou sua base de avaliadores, submissões e periódicos científicos que fizeram parte da seleção e publicação dos melhores trabalhos

A edição de 2015 aumentou em 42% das submissões em relação a edição de 2014 e os trabalhos aprovados aumentaram 12%, mesmo melhorando a seleção dos trabalhos o que será analisado mais adiante.

Na edição 2016 o CASI passou a adotar a plataforma da start up Even3 e contou com 245 avaliadores, todos mestres e doutores, foram recebidos 505 artigos científicos, em média cada avaliador pode analisar 4 trabalhos, o sistema de avaliação do CASI foi na modalidade blind review onde cada trabalho foi avaliado por dois pareceristas.

Dos artigos submetidos, 216 foram aprovados para apresentação e publicação nos anais do congresso, se comparado com as outras edições a seletividade do evento aumentou mesmo com o aumento da submissão.